flag_br-1.png

Marque a #Exposec2024

04 a 06

Junho

2024

SÃO PAULO EXPO / SP
13h às 20h

Fiera Milano Brasil

(11) 5585-4355 / (11) 3159-1010 |

Marque a #Exposec2023

04 a 06

Junho

2024

Fiera Milano Brasil

Feira em SP mostra como a inteligência artificial está ajudando na evolução dos equipamentos de segurança

Uma feira em São Paulo mostra como a inteligência artificial está ajudando na evolução dos equipamentos de segurança.

Sorria, você está sendo filmado. E por equipamentos cada vez mais inteligentes.

Gravar é uma das funções das câmeras instaladas nos postes exibidos na reportagem em vídeo. Elas são capazes de perceber se alguém está armado ou invadindo um lugar proibido, por exemplo.

A cidade segura é apenas um cenário em uma feira de segurança que acontece em São Paulo. Mas, em grande escala, esse monitoramento pode ajudar na segurança de uma metrópole.

“A inteligência artificial veio para poder apontar, ‘então, olha só, tem alguma coisa de errado acontecendo nesse ambiente’. Ela entra de uma forma preventiva em todos os equipamentos de segurança daqui pra frente”, explica a presidente da Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese), Selma Migliori.

 

Outra câmera, acoplada em um carro da polícia, manda as imagens para um supercomputador que cabe dentro de uma pequena caixa.

“Tudo está aqui dentro, o HD, o processador, a memória de vídeo e essa outra placa é só para mapear os periféricos”, diz o engenheiro Guilherme Garcia Simões.

O sistema sentinela é capaz de emitir vários alertas. O projeto foi desenvolvido por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) em parceria com a Polícia Militar.

“Pode identificar placa de veículo, se o veículo é roubado, placa fria, pode identificar arma de fogo, situações de risco. E a medida que o policial vai fazendo a ronda, ela vai coletando fotos, processando essas imagens e vai enviando essas notificações para a PM”, reforça o engenheiro Guilherme

A feira também traz algumas novidades que chamam bastante atenção, porque até pouco tempo atrás, eram coisa de um futuro distante, como uma versão tecnológica do melhor amigo do homem.

O robô simpático tem movimentos que imitam os do cachorro. E fez muita gente parar nos corredores.

“Ainda mais que não precisa de dar osso pra ele”, diz dono de empresa de segurança, Reginaldo Gonçalves.

E é só olhar para as câmeras instaladas nos olhos, para que ele corresponda, girando a cabeça. Um cão de guarda eletrônico capaz de reconhecer rostos, identificar a presença de estranhos e até ajudar em salvamentos.

“Em caso de lugares de difícil acesso ou perigosos para o bombeiro ou salva-vidas, ele poderia chegar nesse local. As versões domésticas trabalham como se fosse um cão doméstico. O novo pet tecnológico”, explica o engenheiro de inovação, Alexandre Ferreira.

 

Fonte:  https://g1.globo.com

Compartilhe este Conteúdo

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Captcha Plus loading...

Abrir bate-papo
1
Exposec
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?